segunda-feira, 26 de março de 2012

Héstia

..
To whom I owe  the leaping delight 
that quickens my senses in our waking time
and the rhythm that governs the repose of our sleepingtime...
(T. S. Eliot)






Certa vez, muitíssimos anos atrás, a noite nos apanhou, a mim e a meu ex-marido, namorando a casa que estávamos construindo. De projeto ambicioso, nunca ficava pronta, nunca parava de exigir dinheiro. Anos construindo, ansiando dia após dia, mês após mês, por ver o resultado acabado. Naquele finzinho de tarde, me lembro bem da emoção que senti quando vi, pela primeira vez, a luz acesa lá dentro. Pensei comigo: agora essa casa tem  alma, agora tem vida, agora é uma casa, não mais uma obra. 
E disso os antigos sabiam: é o fogo - luz e calor - que dá vida à casa. Os gregos criaram Héstia, a deusa filha de Cronos, da primeiríssima geração olímpica: é a personificação da chama sagrada que protege, enquanto aquece e ilumina, os lares; a chama em torno da qual a família se reúne e se aconchega. As residências gregas possuíam um altar onde noite e dia uma chama era cuidada, mantida viva. A palavra 'lar', aliás, vem de 'lareira', denotando a mesma ideia trazida por Héstia.

Nada conforta mais o homem do que a simples vista de sua casa iluminada quando a noite avança. É nesse instante que a casa, o edifício inanimado, se transforma em lar. 
.

4 comentários:

  1. Em Portugal diz-se do prédio de apartamentos ou do conjunto habitacional, um prédio ou conjunto com tantos "fogos" quantas unidades residenciais possuir...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha só... não sabia disso. muito interessante!!! Adorei!

      Excluir
  2. Nossa casinha tem alma e calor. Tem também pequenas vidraças que refletem as últimas réstias de céu por sobre as araucárias, antes dos passarinhos todos se recolherem às suas ramadas de predileção e nós, ao nosso ninho de repouso e ternura!

    ResponderExcluir
  3. É um dos meus lugares de predileção no mundo inteiro... Vê quantas vezes ela aparece aqui?

    ResponderExcluir